Quando a organização atrapalha sua vida

agosto 27, 2012

Hélida, eu devo ser A perdida, porque achei complicado e tenho a sensação de que a velha listinha feita com papel e caneta funciona melhor pra mim. Às vezes sinto que essa coisa da organização está virando mais um passatempo do que uma solução na minha vida e estou gastando tempo demais me organizando, o que acaba me deixando com quase zero de tempo livre... Você já sentiu isso? Será que eu sou meio maluca?
Marina

Esse comentário da Marina no último post me trouxe o seguinte questionamento: Como saber se estamos fazendo da organização um problema ao invés de solução?

Todo mundo já ouviu falar em TOC, transtorno obsessivo compulsivo. É aquele distúrbio que se caracteriza por uma obsessão ou compulsão e que pode estar relacionado à organização (ih, rimou!). Esse é obviamente um exemplo em que a organização é um problema. Mas tirando esse caso, quero falar sobre outras situações em que podemos estar dificultando nossas vidas usando a desculpa da organização.

Eu não nasci organizada, acho que ninguém nasce! Mas com o tempo, percebi que ao ser organizada, ganhava tempo e consequentemente qualidade de vida. O problema é que com a vontade de ser organizada, veio também a vontade de ser perfeitamente organizada e daí o que era para tornar a minha vida melhor, surtiu efeito contrário.

Ao organizar os arquivos do meu computador, por exemplo, criava pastas, subpastas da pastas, subpastas da subpastas das pastas e ia assim até praticamente o infinito. Na hora de encontrar um arquivo específico era um caos, pois não lembrava em qual das milhares de subpastas ele se encontrava. Hoje sei que o ideal é criar o mínimo de pastas possível e salvar os arquivos com palavras chave. Assim basta usar o sistema de buscas do próprio Windows para encontrar o arquivo facilmente. Organização tem que ser prática!

Às vezes, passava horas elaborando termos para as etiquetas do meu arquivo. Daí quando ia procurar um documento no arquivo, ficava em dúvida "será que arquivei o documento nessa pasta ou naquela outra?". Hoje sei que o ideal é nomear as pastas com os termos que aparecem primeiro na minha mente quando penso em determinado assunto, pois é o que vou lembrar quando estiver procurando por ele. Organização tem que ser intuitiva!

De vez em quando ainda me pego em tarefas de organização totalmente inúteis simplesmente porque eu adoro fazê-las. Como a Marina disse, muitas vezes organizar se torna um passatempo e um passatempo que consome muito tempo!

Sobre o Toodledo, que gerou o comentário da Marina, acho que o fato d'ele ter muitas funcionalidades e ser baseado no GTD o torna um pouco confuso. Para algumas pessoas (as que não conhecem/gostam/usam o GTD, por exemplo) pode sim ser mais prático usar a velha e boa dupla papel e caneta. A melhor técnica de organização é aquela que funciona para você!

Por falar em métodos de organização, existem centenas deles: GTD (Getting Things Done), ZTD (Zen To Done), Fly Lady, Pomodoro, 7 hábitos... E alguns são bem complicados!

Eu uso alguns métodos, mas se algo neles não dá certo ou se mostra muito confuso, não insisto. Extraio o que tem de mais prático e desprezo o resto. Sugiro que faça o mesmo! Use as ferramentas de organização a seu favor!

Você também vai gostar de ler:

5 comentário(s) - COMENTÁRIOS DESATIVADOS

Sobre a Casa

Sobre [span]mim[/span]
Organizando.org agora é Minha Casa Organizada

O conteúdo que você já conhece com visual mais clean e endereço amigável! Devido à mudança, o blog pode apresentar erros. Obrigada pela paciência. Para relatar um erro, acesse a página de CONTATO. Para saber mais sobre o blog, acesse a página SOBRE.

Curta no Face